UMM protótipo dos Alter Turbo

Há UMMs que serão sempre mais conhecidos que os seus conservadores. Este é seguramente um deles.

Antecedentes deste UMM

Segundo relatado por Carlos Barbosa (TUCHA), este carro serviu para experimentar peças e soluções inovadoras para a sua época. Para o efeito, terá sido conduzido até Itália e de regresso à fábrica UMM, e sido muitas vezes reparado após ensaios que levavam as novas soluções ao limite – tendo, por isso, ganho a alcunha de “bruxa”, com que ficou conhecido pelo pessoal da fábrica envolvido no seu desenvolvimento.

Após muita rodagem para testes e fotos publicitárias, este protótipo foi vendido como novo para a Ilha de Porto Santo. Quando o primeiro comprador o recebeu, reclamou à MOCAR por o carro já trazer no contador uma quilometragem inesperada para uma viatura nova. Após prestadas as devidas explicações e acordado um desconto no preço, este primeiro proprietário ficou com o UMM, até o ter vendido para a Ilha da Madeira. Aí terá sido submetido a um restauro profundo e de bom nível, pelo que documentam as fotos da época.

Foi depois revendido novamente para a Ilha de Porto Santo, onde fez serviço turístico. Foi nesta ilha que um dotado artista fotográfico extraiu este UMM do anonimato e o tornou numa lenda viva da União Metalomecânica, através das suas fotos de sonho.

Foi posteriormente revendido para a Ilha da Madeira, para um apreciador saudoso dos tempos em que pilotava no rally dessa ilha. Cedo percebeu que o UMM era demasiado importante e preservado para ser castigado a matar saudades dos tempos de piloto. Por isso, usou-o com parcimónia e cuidou bem dele, até decidir passar o legado a outro conservador.

A vida deste UMM na coleção

Portanto, este UMM chegou à coleção vários anos após um bom restauro, carregado de História bem documentada, das melhores peças e soluções originais. Foi um caso de estudo para todos os envolvidos na conservação desta coleção, que elevou os padrões para os restauros seguintes.

Os factos de:

– ser o UMM mais caro do mercado, nessa altura;

– estar na Ilha da Madeira – zona afastada da maioria dos potenciais interessados;

– o interesse em comprar ter sido manifestado telefonicamente uma hora após anunciado;

– o ensaio local ter sido feito logo um ou dois dias após o anúncio e antes do fim-de-semana seguinte (em que haveria maior disponibilidade de interessados);

– não se ter negociado preço e se ter pago imediatamente um terço para reserva;

terão sido determinantes para conseguir este UMM de sonho para qualquer aficionado.

Foi assim que – após alternar entre as ilhas do Arquipélago da Madeira, sempre fotogénico e a deslumbrar apreciadores de UMM de aquém e além mar – este lendário UMM regressou a terras onde foi fabricado, para ser afinado e recondicionado com todos os atributos originais da marca. A intervenção neste UMM foi minimalista e conservadora, para recuperar bons níveis de:

– estado da mecânica só comparável a um relógio atómico fabricado na Suiça e acertado pela pontualidade britânica;

– todos os detalhes originais de marca UMM (desde o rádio à bolsa de documentos, passando pelo livro de manutenções, manual de instruções, porta-chaves original, autocolantes “TURBO intercooler”, dísticos da marca na carroçaria, no centro de volante e cubos, …);

– feliz combinação estética de interiores em Camel e pintura de uma tonalidade luminosa de verde antigo que já não é empregue desde esses primórdios dos modelos Alter.

A viatura passou a ser conservada como uma relíquia de exibição, sem qualquer expetativa de uso que a pudesse pôr em risco.

Certo dia, chegou da Alemanha um grande colecionador internacional de veículos clássicos, que vinha demonstrando entusiasmo com a jovialidade do UMM Alter II de cor Yellow Sand Glow. Mas, após um passeio ágil fora de estrada com esse UMM adaptado para o turismo de natureza, ficou ainda mais impressionado com o estado, os detalhes da época e da marca, e o conhecimento histórico associado a este protótipo do Alter Turbo.

Tendo em conta os maiores recursos do colecionador alemão para conservação museológica, surgiu naturalmente um entendimento para passar o testemunho deste histórico UMM.

Presentemente, é conservado na coleção internacional de clássicos de exibição “Holthoff Car Performance”, na Alemanha, e admirado em conjunto com um Cournil e quatro dezenas dos mais conhecidos e valiosos carros antigos de marcas famosas.