UMM Inspirado

Antecedentes deste UMM

À época do lançamento dos Alter, as fotos mostravam um exemplar verde escuro de capota de lona bege abotoada com torniquetes, que voava sobre todo-o-terreno e que prometia chegar sempre ao destino! Esta imagem ficou de tal modo gravada nos apreciadores, que sempre inspirou restauros de UMMs, mesmo que fossem de modelos diferentes.

Por outro lado, o regresso ao território continental do protótipo dos Alter turbo de matrícula OD-67-88, chamou a atenção dos apreciadores que vieram admirar presencialmente a feliz e intemporal combinação de interiores em tom Camel com carroçaria verde.

Foram estas fontes que influenciaram um preparador de UMMs, por altura em que atingia a meia centena de restauros de carros. Porque a feliz combinação do verde com a capota de lona beje e os interiores forrados em pele Camel, já faziam antever grande interesse, este restauro foi um segredo bem guardado até ao ensaio do UMM, como observador da Baja de Portalegre.

Vida deste UMM na coleção

No regresso da Baja – já findo o restauro estético, mas ainda por fazer melhorias mecânicas, elétricas e pneumáticas – este UMM foi adquirido para a coleção Lendários, para não dar tempo ao preparador de o anunciar para venda.

Foi depois completado com soluções e peças de origem UMM, até ficar renovado ao ponto de até levar um conta km a zeros !

O UMM foi divulgado publicamente no mês da declaração da Pandemia de COVID-19. Enorme era o receio de contactos presenciais de então. Mas o ótimo aspeto final do UMM era tão apelativo, que motivava contactos de interessados a um ritmo de vários por dia, que queriam experimentar o UMM, mas hesitavam em agendar visitas.

Este impasse manteve-se apenas por poucos dias, só até o interessado que era de mais longe anunciar a intensão de viajar de avião privado para vir buscar o UMM. Perante tão boa vontade, rapidamente se acordou a alternativa de enviar o UMM de reboque até à porta do interessado, com a possibilidade de devolução imediata na volta do reboque.

O interessado – um investigador científico português no CERN (Organização Europeia para a Pesquisa Nuclear) – fora chamado a regressar subitamente à terra de origem, devido a uma fatalidade familiar. Tinha que passar a tomar conta dos negócios da família, e pensava fazê-lo apostando no que era melhor de Portugal e da sua região.

Escusado será explicar porque este UMM nunca teve que regressar à base, e porque este verdadeiro conservador continuou a tratar bem dele, a disfrutá-lo nas belas paisagens de Trás-os-Montes e a partilhá-lo com os visitantes da sua unidade de agroturismo.